Ci spiace, ma questo articolo è disponibile soltanto in Portoghese Europeo, Inglese Americano, Spagnolo Europeo e Francese. Per ragioni di convenienza del visitatore, il contenuto è mostrato sotto nella lingua principale di questo sito. Puoi cliccare su uno dei links per cambiare la lingua del sito in un’altra lingua disponibile.

ecoprodutos para a preservação e boa gestão do recurso ÁGUAagua_menino_az

A água é um recurso indispensável nas atividades humanas, tendo uma grande influência na qualidade de vida das populações. De facto, a água é, não só um recurso imprescindível à vida, como também, fruto das suas características qualitativas e quantitativas, um factor condicionante do desenvolvimento económico e do próprio bem-estar social.

Em 1992 na Cimeira da Terra realizada no Rio de Janeiro, grande parte dos países participantes reconheceram a necessidade de conciliar o meio ambiente e o crescimento económico, através do desenvolvimento sustentável, tendo estabelecido desde então uma parceria global. Assim, perfeitamente enquadrada nestas prioridades, surge a necessidade atual de usar a água racionalmente, de forma a evitar a sua escassez no futuro. No Mundo, uma em cada cinco pessoas não tem acesso a água potável e uma em cada duas não tem acesso a sistema de saneamento (Food and Agriculture Organization).

Imagem4

A nível geral, a água pode ser considerada um recurso abundante, dado existirem cerca de 1300 milhões de quilómetros cúbicos de água na Terra. Contudo, 99,9% dessa água é salgada ou está gelada, sobrando apenas 0,1% de água doce disponível no estado líquido. O consumo de água está também desigualmente dividido, pois cerca de 70% serve o sector agrícola, dividindo-se o restante em 20% para o sector industrial e 10% para o sector doméstico (Instituto da Água).

99,9% da água na Terra é salgada ou está gelada, sobrando apenas 0,1% de água doce disponível no estado líquido.

De acordo com o Secretariado Internacional da Água, na década de 50 a disponibilidade de água era de 16800 metros cúbicos por ano e por habitante, sendo atualmente de 7300 metros cúbicos por ano e por habitante. Esta diminuição é preocupante, principalmente se atendermos a que, em contrapartida, pelas modificações dos hábitos da sociedade e pelo desenvolvimento económico, o consumo de água por pessoa sextuplicou. A manter-se este ritmo, estima-se que em 2025 e pela primeira vez, o consumo de água igualará as reservas disponíveis. A partir daí, os 8 mil milhões de pessoas consumirão mais água do que aquela que a natureza conseguirá fornecer. Este facto é agravado pela distribuição desigual dos recursos hídricos, dado que dez países detêm 60% da água doce disponível. Esta desigualdade ocorre quer espacial quer temporalmente, facto óbvio em Portugal, de que as cheias e secas são um claro exemplo.

Há uma carência anunciada de água! É urgente utilizar a água de uma forma racionalizada e gerir este importante recurso natural de uma forma sustentada!

  1. ÁGUA_aproveitamento;
  2. ÁGUA_boas práticas;
  3. ÁGUA_impactes ambientais;
  4. ÁGUA_reutilização;
  5. ÁGUA_legislação.

Acessibilidades I Água  I Ar  I Conforto I Construção I Energia I Ordenamento I Resíduos

I am text block. Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Start typing and press Enter to search