Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Portugal. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Localização: Villanueva de Pría, Astúrias. Espanha

Tipo de construção: Nova |

Área de implantação: 216 – 156 m2 |

ABC:  m2 |

Arquitetura e especialidades: 
DZ DuqueyZamora arquitectos

A Casa EntreEncinas é o resultado da procura de uma habitação auto-suficiente, que integre por um lado os conceitos de eficiência energética dos padrões da Passivhaus, e por outro, os princípios da arquitetura bioclimática, que garantisse um edifício de consumo energético quase nulo, assim como os princípios de bioconstrução, que exigem o uso de materiais e sistemas construtivos de baixo impacto ambiental.

O seu desenho respeitou a topografia original e a vegetação nativa, alcançando uma verdadeira adaptação ao ambiente. A forma e localização do edifício, assim como a organização interior, foram pensadas para obter o máximo aproveitameto dos recursos naturais do clima e por conseguinte alcançar o melhor consumo energético. Utilizando como modelo a arquitetura popular asturiana, a habitação dispõe de uma galeria em toda a frente sul do piso superior, a partir da qual consegue-se melhorar o comportamento térmico do edifício, já que esta actua como uma estufa, que acumula o calor nos materiais com inércia térmica.

A eleição dos materiais foi determinante e essencial para alcançar um nível elevado de conforto dos habitantes da casa e para o equilíbrio do meio ambiente. Utilizaram-se materiais de baixo impacto ambiental, com reduções importantes dos consumos de CO2, recicláveis, não contaminantes e também com propriedades mais saudáveis. A maioria dos materiais são de origem orgânica, 100% renováveis, como é o caso da estrutura pré-fabricada de madeira contra laminada, do isolamento de cortiça aplicado na fachada e cobertura, e do isolamento de vidro celular colocado sob a laje. Neste projeto, existe também a preocupação para a reutilização das águas pluviais para usos não potáveis (máquinas de lavar, águas sanitárias e descargas de autoclismo) e o tratamento das águas negras mediante um digestor para a sua posterior utilização na rega.

MAIS INFO

Recent Posts

Start typing and press Enter to search